A LABRE participou no mês de outubro de audiência pública, na sede do Inmetro no Rio de Janeiro/RJ, sobre a redação do futuro regulamento de qualidade para equipamentos fotovoltaicos, que incluem os seus inversores e controladores de carga de baterias.

Estes dispositivos são constituídos de fontes chaveadas específicas, podendo operar em potências na ordem de vários kilowatts, com potencial gerador de interferência eletromagnética.

Adicionalmente, prevê-se sua utilização em larga escala no Brasil e em residências para a geração distribuída de energia elétrica.

A LABRE tem assento na Comissão Técnica para assessorar o INMETRO no PBE (Plano Brasileiro de Etiquetagem) de Sistemas Fotovoltaicos, cujo representante é o Eng. João Saad Júnior, PY1DPU, membro do grupo de Gestão e Defesa Espectral da LABRE.

A LABRE defende neste e em outros fóruns que todos os eletroeletrônicos capazes de provocar interferências sigam padrões
internacionais de qualidade em compatibilidade eletromagnética, reduzindo, assim, seu potencial de gerar perturbações.

A minuta de regulamentação sobre sistemas fotovoltaicos continua em estudo pelo Inmetro e passará por mais reuniões antes de seguir para consulta pública.

Seja você também um labreano. Apoie o grupo de Gestão e Defesa Espectral. Informações em http://www.radioamadores.org e
http://www.labre.org.br

LABRE/GDE, 08 de dezembro de 2016.

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Radioamador.